Presidente da FAUESC confirma voto em Giovanni Guerra, presidente da CBA

Em eleição realizada sexta-feira (15), Giovanni Guerra foi eleito presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo. Com posse imediata, Guerra comandará a entidade máxima do automobilismo pelos próximos quatro anos.

Fauesc

19/01/2021


  • LOGO

Recebeu 14 votos contra uma abstenção. As federações dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Goiás, Espírito Santo e Pará se retiram da assembleia antes da votação.
“Inicio o maior desafio da minha vida. O automobilismo sempre foi mais do que uma paixão. Ele representa um grande pedaço da existência. Após trabalhar pelo esporte no meu Maranhão e na CIK-FIA, vou me dedicar, de forma incansável, para o seu desenvolvimento ao longo desses quatro anos”, disse o presidente eleito.
Formado em Odontologia pela Universidade Federal do Maranhão, Guerra foi presidente da Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão por 20 anos. Desde 2015 representa o Brasil na Comissão Internacional de Kart da FIA.
Além de Giovanni Guerra, compõe a chapa o empresário catarinense Maicon Alexandre Bruggmann (1º vice-presidente); o piloto de arrancada do Pará e fundador da Liga Paraense de Automobilismo Roger Barros Rezegue (2º vice-presidente) e o advogado paulista, radicado no Paraná, Gilson Hélio Pasquali (3º vice) e  como titulares do conselho fiscal, Augusto César de Vidal Bastos (CE), Marcos Antônio Raimundo (GO) e Paulo Roberto Rolim de Moura (RJ). Como suplentes constam Isabel Marques Rizo (SP), Macélio de Araújo Cangussú (MA) e Noé Gonçalves da Silva (GO).
Niki: Voto consciente pela continuidade do trabalho
Para Admir Gelsemino Chiesa, o Niki, presidente da Federação de Automobilismo de Santa Catarina (FAUESC), a eleição de Giovanni Guerra representa a continuidade do trabalho da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), comandada até este momento por Waldner de Oliveira, o Dadai que contribui muito para que Santa Catarina pudesse reestruturar suas atividades no ano passado, quando Niki assumiu a FAUESC e conseguiu após muitas dificuldades realizar em conjunto com sua equipe promover mudanças e aproximar clubes, pilotos e equipes para que as atividades pudessem continuar. Esse é um momento para comemorar, comentou o dirigente catarinense, pois a FAUESC vai continuar nessa linha de pensamento para que todos tenham oportunidade de realizar seus eventos e construir um futuro em parceria com a Federação.
Niki aproveita e parabeniza o novo dirigente da CBA e disse que votou consciente pela continuidade de um trabalho aliado a união de esforços em prol de todas as federações e que preza pelo valor das pessoas e finalizou dizendo que é uma grande oportunidade de todos repensarem seu valor e fazer a diferença em seus estados, pois, como acontece em Santa Catarina, a CBA é aliada de suas federações e sabe que fará de tudo para apoiar no desenvolvimento das competições. Para Niki, passada a eleição da CBA, os novos dirigentes darão continuidade ao que já vem acontecendo apoiando e contribuindo com todos os estados para que o automobilismo no país continue cada vez mais forte e unido.
Fonte: CBA com acréscimo da assessoria de imprensa FAUESC